A FOTOGRAFIA E A CRISE DA MODERNIDADE

A FOTOGRAFIA E A CRISE DA MODERNIDADE
PREÇO
R$ 45,00
CÁLCULO DE FRETE

COMPARTILHE

INFORMAÇÕES DO PRODUTO

Novo tipo de figuração, a pop art insere-se no realismo de maneira peculiar: seu ponto de partida não está no referente exterior, e sim nas imagens produzidas pela câmera fotográfica e por outros aparatos da comunicação de massa. Lida, portanto, com uma figuração preexistente, que já traz em si uma visão da realidade. O termo po art e as primeiras manifestações da vertente surgem na Inglaterra na década de 1950. No mesmo período nos Estados Unidos, destacam-se alguns artistas que lançam mão de novas fontes em colagens e nas chamadas combine-paintings (Rauschenberg). Nos anos 1960, a pop art encontra um terreno fértil nos Estados Unidos, tendo em Warhol a ponta de precedimentos mecânicos de produção da imagem. Concebendo a fotografia como a "substituição do objeto escolhido", o artista leva a um ponto de ruptura o confronto entre mecânico e manual graças ao uso de diferentes procedimentos operacionais que põem em xeque a ideia tradicional de obra.

logol  

© 2014 C/Arte. Todos os direitos reservados.

Proibida a reprodução da marca e de outras imagens do portal C/Arte

sem autorização prévia da editora.

Av.Otacílio Negrão de Lima, 16.570 / CEP 31.555-016
Belo Horizonte /MG - (31) 3491-2001

.
.
.
.
.
.
.
.
.