Hélio Ademir De Siqueira

Nasceu em Ouro Fino, MG em 1950. Desenhista, pintor, ceramista, gravador, sua atuação não se restringe às artes plásticas. Hélio Siqueira é também professor, agente cultural, tecelão, cenógrafo, ator, diretor e cantor. Graduado em Letras pela Faculdade de Filosofia Santo Tomás de Aquino de Uberaba, MG, e Pós-graduado em Ação Cultural pela Escola de Comunicação e Artes da USP, durante o curso frequentou oficina de gravura em metal ministrada pelo professor Evandro Carlos Jardim. Participou de todas as edições do Festival de Inverno da UFMG de 1973 a 1979 onde realizou estudos com Marisa Trancoso, Yara Tupinambá, Álvaro Apocalypse, Amilcar de Castro, Nello Nuno, Aluísio Carvão, Abelardo Zaluar, José Lima, Jarbas Juarez e Ado Malagoli. Retomou as oficinas do Festival de Inverno da UFMG na década de 90, quando estudou com Karim Lambert, Adel Souki e Frans Krajcberg. Foi professor de desenho e pintura do Departamento de Artes da UFU de 1979 a 1990. Obteve premiação no 1º Salão de Artes Plásticas de Marília, SP (1976); XIII Festival de Inverno de Ouro Preto, MG (1979); Salão da Associação Brasileira de Desenho do Rio de Janeiro (1980); XXXV Salão de Arte Contemporânea de Campinas, SP (1985); Prêmio Cartaz para o Congresso Internacional sobre a obra de Fernando Pessoa, USP (1987); XXI Salão de Arte Contemporânea de Piracicaba, SP (1988); XII Salão Nacional, Museu de Arte de Brasília, DF (1991); Bienal Nacional de Santos, SP (1995); 1º Salão de Artes Plásticas de Uberaba, MG (1995). Participou do Salão Nacional Caixego, GO (1976-77); XI Salão de Arte Contemporânea de Piracicaba (1978); Salão Nacional de Artes Plásticas, Funarte, RJ (1978-79); IV Salão Nelo Nuno de Gravura, Palácio das Artes, BH (1979); I Salão Nacional de Montes Claros, MG (1980); Salão do CEC, Palácio das Artes (1979-81); Salão Brasileiro de Cerâmica, Paço das Artes, SP (1981); 39º Salão Paranaense, Curitiba, PR (1982); V Salão de Arte Contemporânea de Americana, SP (1989); VIII Salão Paulista de Arte Contemporânea, SP (1990); III e IV Bienal Nacional de Santos (1991-93); III Salão Victor Meirelles, Florianópolis, SC (1995). Participou, entre outras, das seguintes mostras coletivas: XI Festival de Inverno da UFMG, Casa dos Contos, Ouro Preto (1977); IV Exposição de Belas Artes Brasil Japão, Tókio e Kioto, Japão (1979); I Coletiva de Artistas Mineiros, Palácio das Artes (1981); Galeria Açu Açu, Teatro Carlos Gomes, Blumenau, SC (1985); Mostra de Gravura da Cidade de Curitiba (1988-90); Centro Cultural Cândido Mendes, RJ (1991); XXIII Festival de Inverno da UFMG, EBA/UFMG, BH (1991); Mostra do Desenho Brasileiro, Curitiba (1991); Minas Minas, MAC/USP e Centro Cultural UFMG, BH (1992); Utopias Contemporâneas, Palácio das Artes (1992); Museu de Arte de Brasília, DF (1993); América, Palácio das Artes (1994); MASP (1994); Territórios, Espaço Cultural Cemig, BH (1995); Centro Cultural Patrícia Galvão, Santos (1996); Galerie Debret, Paris, França (1996); Centro Cultural UFMG - 10 Anos, BH (1999). Fez exposições individuais no Salão da Reitoria da UFJF, MG (1978); Sala Corpo de Exposições, BH (1979); Galeria Sergio Millet, Funarte, RJ (1980); Galeria de Arte Paulo Campos Guimarães, BH (1983); MARGS, Porto Alegre (1983); Galeria B da Fundação Cultural de Brasília (1983); Galeria de Arte do Rio Grande do Sul, Porto Alegre (1983); Galeria de Arte da UFU, MG (1986); Itaúgaleria, Brasília (1987); Galeria Homero Massena, Vitória (1988); Itaúgaleria, Goiânia (1989); Itaúgaleria, Ribeirão Preto (1990); Centro de Vivência da UFV, MG (1991); Casa de Idéias, Uberlândia (1993); Galeria de Arte Fundação Cultural de Uberaba (1994); Palácio das Artes (1995); Sesc/Ipiranga, SP (1995); Galeria Elizabeth Nusser, Uberlândia (1997); Museu de Arte Contemporânea de Campinas, SP (1999). Atualmente Hélio Siqueira trabalha na cerâmica com a iconografia dos santos e na pintura realiza trabalhos gestuais em torno do tema das quatorze estações da Via Sacra. Suas obras encontram-se nos acervos da Fundação Cultural de Uberaba, IV Regional de Uberaba, Biblioteca Pública de Uberaba, Museu de Arte Sacra de Uberaba, Projeto Arte no Hospital - Hospital das Clínicas, Uberlândia; Museu Universitário de Uberlândia, Secretaria de Cultura de Uberlândia; Museu de Arte de Brasília; Fundação Nacional de Arte, Rio de Janeiro; Fundação Cultural Alfredo Ferreira Lage, Juiz de Fora; Secretaria Cultural de Santos; Museu de Arte Contemporânea de Campinas; Instituto Cultural Itaú, SP; Museu Banespa, SP; Secretaria de Cultura de Piracicaba, SP; e Companhia Papelão Ondulado do Nordeste, Pernambuco. Podemos encontrar referências sobre suas obras nas seguintes publicações: Dicionário de Pintores Brasileiros de Walmir Ayla (Rio de Janeiro: Spala, 1986); Revista Latinoamericana Nueva Cerámica (Buenos Aires, Ano 5, no 17, otoño de 2000) e Panorama Actual de la Cerámica y el Vidrio Artísticos del Mercosur de Sergio Hugo Larsstuen (Buenos Aires, Junio de 1999). Sobre o artista foi publicado em 2000 o livro Hélio Siqueira - Depoimento, pela Editora C/Arte dentro da Coleção Circuito Atelier.



logol  

© 2014 C/Arte. Todos os direitos reservados.

Proibida a reprodução da marca e de outras imagens do portal C/Arte

sem autorização prévia da editora.

Av.Otacílio Negrão de Lima, 16.570 / CEP 31.555-016
Belo Horizonte /MG - (31) 3491-2001

E-mail: fernandopedro@comartevirtual.com.br

  ytbmini_1 fbmini_1